O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou em referência à morte do cacique da tribo Waiãpi, no Amapá, que “não existe nenhum indício forte que esse Índio foi assassinado lá”, registra a Folha de S. Paulo.

Neste final de semana, um grupo de 50 garimpeiros invadiu a aldeia indígena dos Waiãpi, mataram uma liderança e expulsaram os demais índios do local. A Polícia Federal foi acionada para controlar a situação.

Vale ressaltar que, o ataque ocorre durante o período que Bolsonaro vem a público defender a exploração das terras indígenas para coleta de minérios. O Ministério Público Federal informou que está investigando o ocorrido. A CIDH demonstrou preocupação.

Anúncios