O corpo do cacique Emyra Waiãpi, assassinado na semana passada, será desenterrado pela Polícia Federal para que se investigue as causas da morte, que segundo a mídia local ocorreu durante ataque de 50 garimpeiros contra a tribo Waiãpi, no Amapá. Os órgãos competentes foram acionados para lidar com a situação.

“Na sexta-feira, vai ser deslocado o GTA até Serra do Navio, de onde haverá deslocamento por terra [até a aldeia]. O corpo será trazido para a capital e esse exame, em torno de duas horas, é finalizado. Após isso, o corpo vai ser devolvido o mais breve possível. A partir disso a gente vai ter um laudo para saber a causa da morte e entender melhor os fatos.”

Anúncios