O presidente Jair Bolsonaro avisou nesta quarta-feira (31), durante evento de concessão da rodovia Norte-Sul, que o governo irá divulgar os novos dados sobre o desmatamento na Floresta Amazônica. Na semana passada, o presidente criticou os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) sobre o aumento do desmatamento na maior floresta tropical do mundo. “Espera hoje que vamos dar o dado real para vocês”.

“Eu pedi para dois ministros, da Infraestrutura [Tarcísio Freitas] e do Meio Ambiente [Ricardo Salles] que averiguassem os dados. Foi uma variação muito abrupta. É a mesma coisa de você estar gastando R$ 200 de energia elétrica e de repente a conta vai para R$ 400. Alguma coisa aconteceu. A desconfiança nossa é por aí”.

Bolsonaro sugeriu que o Inpe está contando como desmatamento ilegal os 20% de área de propriedade que o fazendeiro pode desmatar legalmente.

“Talvez naquela área da região amazônica, você tem a reserva de 80% de mata e a previsão de o fazendeiro usar 20% desse total. Daí aquele fazendeiro resolveu utilizar esses 20%, e isso é um alerta de desmatamento, e nesse alerta você vai tomar conhecimento que aquela área poderia ser desmatada ou não. É isso que acontece”.

Anúncios