O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou, nesta sexta-feira (2), que o ditador da Coreia do Norte tenha quebrado o acordo assinado em Singapura ao disparar três mísseis de curto alcance em direção ao Mar do Japão. “Pode haver uma violação nas Nações Unidas, mas o ‘presidente’ Kim Jong-Un não me desapontaria violando minha confiança”.

Além de chamar o ditador de presidente, em publicação feita em rede social, Trump, que está em campanha de reeleição, afirma que a Coreia do Norte tem um potencial ilimitado sob a liderança de Kim, crescimento que só pode ser alcançado com o apoio dele como presidente e “com os Estados Unidos” como aliados.

Anúncios