Arthur Weintraub, assessor Especial da Presidência da República e irmão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, estreou no Twitter, nesta terça-feira (6), criticando os índios e defendendo o Irmão.

Suas primeiras publicações relembram o episódio que Abraham foi coagido por militantes da esquerda no Pará, quando estava de férias, há cerca um mês. “O ministro, discutiu não, ele, sua esposa e 3 filhos pequenos foram atendidos por índios doutrinados pela esquerda. Canalhas, covardes se acham dono do país”.

Arthur também atacou a imprensa, seguindo o padrão de Bolsonaro e negou que sua presença no governo configure nepotismo. “Para o pessoal com ranho no nariz que está dizendo que há nepotismo por eu estar no governo, na verdade eu e meu irmão somos a mesma pessoa. Prova disso são os jornais que põem minha foto e dizem que é o ministro Abrão Vai Entra Ube”, ironiza.

Anúncios