A cidade de Hong-Kong, que está em erupção social por causa de uma lei que permite a extradição de investigados políticos para a China continental, vem causando problemas diplomáticos a nível internacional para os chineses. Nesta sexta-feira (9), a China acusou os Estados Unidos de interferirem nos assuntos internos da cidade.

As acusações vêm à tona após a mídia chinesa publicar uma foto de um diplomata americano conversando com ativistas do movimento contrário a lei de extradição.

O porta-voz do Departamento de Estado Americano afirmou que a divulgação de informações de um diplomata americano é “uma atitude digna de um regime truculento” e ressaltou que faz parte do trabalho diplomático americano se encontrar com líderes da oposição.

Anúncios