O favorito para vencer a corrida presidencial na Argentina em outubro deste ano, Alberto Fernández, que tem como vice-presidente Cristina Kirchner, respondeu aos ataques do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, sobre sua possível vitória marcar um retrocesso político no país vizinho.

“Em termos políticos, eu não tenho nada a ver com Jair Bolsonaro. Comemoro enormemente que ele fale mal de mim. É racista, misógino e violento”. Fernández falou sobre a realização de novas eleições no Brasil, “com Lula em liberdade”.

Anúncios