O presidente estadual do Serviço Social do Comércio (Sesc), Valdeci Cavalcante, determinou que o letreiro com o nome do presidente Jair Bolsonaro fosse retirado da fachada da Escola Militar inaugurada hoje (14), no Piauí.

De acordo com o G1, Cavalcante considerou o letreiro “deselegante” pois Bolsonaro não autorizou o uso de seu nome. Entretanto, se houver autorização do executivo federal, o letreiro será recolocado.

Ontem, um advogado solicitou à Justiça que impedisse o uso do nome, no entanto, o juiz José Gutemberg negou a liminar pois “não há ilegalidade”, visto que o prédio não é público.

Anúncios