Na noite de ontem (14), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), disse para a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, reflorestar a Alemanha com o dinheiro destinado a projetos de preservação da floresta amazônica e foi bloqueado por causa do aumento do desmatamento no país, registra o UOL notícias.

“Eu queria até mandar um recado para a senhora querida Angela Merkel, que suspendeu US$ 80 milhões para a Amazônia. Pegue essa grana e refloreste a Alemanha, ok? Lá está precisando muito mais do que aqui”, criticou.

Os últimos dados relativos ao desmatamento foram divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE), os números causaram descontentamento no governo e a queda do diretor do instituto Ricardo Galvão. O governo prometeu divulgar novos dados, após análise interna. Durante coletiva de imprensa para explicar a utilização de uma nova metodologia para verificar o desmatamento, Bolsonaro afirmou que demitirá “quem quebrar confiança“.

As discussões sobre a veracidade dos dados relativos ao desmatamento resultaram em pronunciamento público da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência em defesa do INPE e seu ex-diretor.

Anúncios