Após recorde de mortes, Bolsonaro critica governadores por lockdown: ‘falta humanidade’

 Após recorde de mortes, Bolsonaro critica governadores por lockdown: ‘falta humanidade’

Metro1 – Após o país registrar a pior marca diária desde o início da pandemia, com 4.211 mortes em 24 horas, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar hoje (7) governadores e prefeitos pelas medidas de isolamento social.

“(Quero) apelar a todos os governadores e prefeitos do Brasil: todo homem que trabalha, toda atividade que ele exerce para levar o pão para casa é uma atividade essencial. Essa política de “fique em casa”, de tirar emprego dos outros, de fechar o comércio, está empobrecendo o nosso país. Sabemos do problema do vírus, mas sabemos também do problema do desemprego”, afirmou Bolsonaro, em Foz do Iguaçu (PR), durante cerimônia de inauguração no aeroporto da cidade.

O presidente disse lamentar as mortes pelo coronavírus, mas que “temos uma realidade pela frente”.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações