Autoridades angolanas impedem suposta fuga de pastor brasileiro da Universal

 Autoridades angolanas impedem suposta fuga de pastor brasileiro da Universal
Digiqole ad

As autoridades migratórias de Angola impediram nesta segunda-feira (31) uma suposta fuga do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Honorilton Gonçalves, para o Brasil, já que há um processo-crime, envolvendo pastores angolanos e brasileiros em curso na Justiça angolana. A assessoria da igreja nega e pontua que a informação visa manchar a imagem da IURD. A informação é da RFI.

Segundo informações, o religioso, que é alvo de investigações em Angola, pretendia sair do país em um voo humanitário da Transportadora Aérea Angolana (TAAG), com ajuda da esposa. A assessoria de imprensa da igreja afirma que a suposta tentativa de fuga do bispo brasileiro, de 63 anos, é uma notícia falsa, diz a matéria.

Ainda de acordo com a publicação, a responsável de comunicação da IURD, Ivone Teixeira, se disse consternada pela forma como tem sido tratado todo o processo e informa que o religioso estava em casa no momento do referido embarque, assim como não tinha e nunca teve sequer bilhete em seu nome para se ausentar do país.

A Procuradoria-Geral da República angolana confiscou, em 14 de agosto, sete templos da Igreja Universal do Reino de Deus, em Luanda, por suposta prática dos crimes de associação criminosa, fraude fiscal e exportação ilícita de capitais.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações