Ler Agora Sair do modo leitor

Bolsonarista que foi à casa de Felipe ameaçá-lo integra grupo que atacou STF

Um dos bolsonaristas que foram à casa do influenciador Felipe Neto, no Rio de Janeiro, com um carro de som para intimidá-lo, integrava o grupo que soltou fogos contra o prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) no último mês. Nas redes sociais, ele se intitula “o guerreiro de Bolsonaro”.

Cavalieri apareceu em um dos vídeos do ato em frente à Corte que circularam nas redes sociais na época. Na ocasião, identificou-se como “Cavalieri do Otoni, assessor do deputado federal Otoni de Paula”, que é aliado do presidente Jair Bolsonaro. Não há registro, no entanto, no site na Câmara de nenhum assessor do parlamentar com esse nome, informa o Globo.

Nas redes sociais, o indivíduo postou um vídeo no qual aparece em frente ao condomínio em que mora Felipe Neto. “Ontem estive na porta do condomínio onde ele mora, e o desafiei para um debate, mas o covarde não apareceu, fica fácil se fazer de macho atras (sic) das câmeras! Quer destruir a instituição mais importante de todas, que é a família”, escreveu no post.

De acordo com o jornal, Cavalieri fez diversas postagens em tom de ameaça a Felipe Neto nas redes. Em uma montagem, que circulou também em grupos bolsonaristas no WhatsApp esta semana, aparece com um fuzil ao lado do youtuber.

Cavalieri – foto reprodução