Bolsonaro demitiu Mandetta por ter ciúmes, diz ex-assessor do ex-ministro

 Bolsonaro demitiu Mandetta por ter ciúmes, diz ex-assessor do ex-ministro
Digiqole ad

O ex-chefe da comunicação do Ministério da Saúde durante a gestão Mandetta, Ugo Braga, narra em seu livro “Guerra à Saúde” os bastidores que levaram à demissão do ex-ministro da Saúde, Luiz Mandetta.

Para ele, Bolsonaro não discordava de Mandetta na forma de conduzir a pasta, mas ficou enciumado com a atenção que seu subalterno estava recebendo.

“O presidente Bolsonaro não trabalha com lógica. No livro eu explico em detalhes a minha conclusão, de que o presidente não discordou do Mandetta na maneira de conduzir a saúde pública, até porque ele não entende nada do assunto. O problema que brotou ali foi ciúme, e ciúme de político, que é o pior que existe”, afirmou.

Bolsonaro se incomodava mais ainda com o reconhecimento a Mandetta dos críticos ao governo Bolsonaro. Um dos comentários que serviu para azedar a relação foi feito, sem intenção disso, pelo jornalista Fabio Pannuzio.

“Henrique Mandetta é uma flor no pântano do governo Bolsonaro. É incrível que desse ambiente possa sair alguém que preza a ciência, elogia o SUS e mobiliza o Estado em benefício do interesse do cidadão. Posso afirmar tranquilamente que, dado o contexto, Mandetta é uma aberração”, escreveu o jornalista, nas redes sociais.

“Quando Mandetta começou a aparecer muito no governo, a se sobressair, o Bolsonaro não aceitou e começou a miná-lo“, diz o escritor.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações