Cármen Lúcia dá 48h para Ministério da Justiça explicar dossiê contra antifascistas

 Cármen Lúcia dá 48h para Ministério da Justiça explicar dossiê contra antifascistas
Digiqole ad

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, deu o prazo de 48 horas para que o Ministério da Justiça preste informações a respeito de um dossiê elaborado pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) contra 579 servidores federais e estaduais identificados como “antifascistas”. A informação é do site Conjur.

“A gravidade do quadro descrito na peça inicial, que — a se comprovar verdadeiro — escancara comportamento incompatível com os mais basilares princípios democráticos do Estado de Direito e que põem em risco a rigorosa e intransponível observância dos preceitos fundamentais da Constituição da República e, ainda, a plausibilidade dos argumentos expostos, pelos quais se demonstra a insegurança criada para os diretamente interessados e indiretamente para toda a sociedade brasileira impõe o prosseguimento da presente arguição de descumprimento, com tramitação preferencial urgente”, diz a decisão.

De acordo com a publicação, a decisão, proferida nesta terça-feira (4/8), responde a pedido feito pela Rede Sustentabilidade. Em ADPF, o partido solicitou que o STF determine a abertura de inquérito para investigar o documento. Segundo a sigla, o Ministério da Justiça, pasta chefiada pelo ministro André Mendonça, promoveu, por meio do Seopi, perseguição política contra os 579 funcionários, confundindo “interesse nacional” com “interesse do Presidente da República”.

“O que se vê é um aparelhamento estatal em prol de perseguições políticas e ideológicas a partir de uma bússola cujo norte é o governante de plantão: quem dele discorda merece ser secretamente investigado e ter sua imagem exposta em dossiês ‘da vergonha’ perante suas instituições laborais”, afirma a peça.

[…]

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações