Chanceler de Bolsonaro pediu ajuda a Trump na crise de Manaus e ainda não recebeu apoio

 Chanceler de Bolsonaro pediu ajuda a Trump na crise de Manaus e ainda não recebeu apoio

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, solicitou ajuda à administração de Donald Trump para enfrentar o colapso no sistema de Saúde de Manaus após um número crescente de casos de covid-19. Entretanto, aviões para transporte de carga e o oxigênio hospitalar não foram enviados pelos Estados Unidos ao Brasil.

Por outro lado, a Venezuela forneceu as cargas de oxigênio e disponibilizou um grupo de médicos para auxiliar o Amazonas, em troca recebeu ataques de Bolsonaro. Outro país que mandou ajuda foi a China.

De acordo com Rubens Valente, do UOL, o Brasil foi falar com os EUA que, “por sua vez, manifestaram prontamente a possibilidade de colaborar e, para tanto, solicitaram receber comunicação oficial do Itamaraty [sua Embaixada em Brasília (Nota Verbal), o que foi feito no mesmo dia 14 de janeiro”.

Ainda de acordo com a reportagem, o ofício diz ainda que “o Itamaraty vem atualizando as solicitações recebidas dos Ministérios da Saúde e da Defesa”. “Ao mesmo tempo, os Estados Unidos vêm analisando a ajuda que poderão enviar ao Brasil, conforme a necessidade manifestada e os meios disponíveis”.

[…]

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações