Criticado por ‘orar’ pela morte de humorista, pastor faz carta polêmica ao se desculpar

 Criticado por ‘orar’ pela morte de humorista, pastor faz carta polêmica ao se desculpar

O pastor José Olímpio escreveu uma carta em que pede desculpas pelo ataque ao humorista Paulo Gustavo, internado há mais de 1 mês por conta de complicações da covid-19. Ele alega que seu objetivo ao defender a morte do ator era “tentar defender a honra de Deus”. Na quinta, o religioso publicou uma imagem de Paulo com a frase “Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”. A informação é do Correio24horas.

Na carta, divulgada pelo site Alagoas 24h, o pastor se desculpa e diz que as pessoas que o conhecem sabe que ele “jamais ofenderia propositalmente”. Também afirma que não fez a postagem com intenção de ofender ou machucar ninguém. A fala repercutiu nacionalmente e entidades LGBTI+ afirmaram que vão processar o pastor, informa a publicação.

Ainda de acordo com o veículo, a mensagem é destinada à imprensa e ao presidente do Conselho Consultivo e de Ética da Convenção dos Ministros da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado de Alagoas. O pastor afirma que foi tolo ao escrever “a sandice que escreveu” e que no seu íntimo não deseja a morte de ninguém. “Peço mil vezes a todos, desculpas, desculpas, desculpas”. Ele afirma que aceitará qualquer punição determinada.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações