Democracia em Vertigem repercute na imprensa internacional

Indicado ao Oscar 2020 na categoria Documentário, Democracia em Vertigem, que explora os bastidores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), repercutiu na imprensa internacional devido, principalmente, a polarização causada na política brasileira.

A obra de Petra Costa, foi classificada pelo jornal português Diário de Notícias como o “documentário que arrasa Moro, Bolsonaro e Temer”. “[…] Em janeiro estreava no Festival Sundance este documentário que investiga e dava pistas sobre o fim da democracia do Brasil”.

Por outro lado, o Correio da Manhã, também de Portugal, repercutiu uma fala do presidente Jair Bolsonaro sobre a obra. “Bolsonaro diz que não viu o filme brasileiro candidato ao Oscar mas que é “uma porcaria”. “Ele [Bolsonaro] disse que o filme não tem nada de documentário e que é uma peça de ficção que só deve ser apreciada por aves de rapina [urubus], que só comem cadáveres e coisas podres”.

A obra sobre o impeachment de Dilma também se tornou assunto no Reino Unido. O The Guardian diz que “Petra Costa […] Documenta uma crise que irrompe em câmera lenta no coração da política brasileira”. Costa consegue retratar “a descida ao Estado de populismo e ao desgaste do tecido democrático” do Brasil.

Já o jornal estadunidense Bloomberg escreveu na manchete: “Filme da Netflix desprezado por Bolsonaro é nomeado ao Oscar”. “Os comentários de Bolsonaro são a mais recente reação ao filme que dividiu o cenário político Brasileiro”.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações