Desmonte do SUS: decreto abre caminho para privatização das UBS

 Desmonte do SUS: decreto abre caminho para privatização das UBS

Foto: Marcos Corrêa

Um decreto emitido pelo presidente Jair Bolsonaro, na segunda-feira (26), autoriza a formação de grupos de estudos para avaliar a concessão das Unidades Básicas de Saúde (UBS) para a iniciativa privada. O decreto é assinado pela o ex-capitão e por Paulo Guedes, atual ministro da Economia. As concessões seriam feitas pelo Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República.

O decreto é uma ameaça à forma atual do Sistema Único de Saúde (SUS), pois abre caminho para uma privatização ainda maior do SUS. Atualmente, o SUS pensa no indivíduo, independentemente do lucro, caso ocorra a concessão ou privatização, é possível que serviços de alto custo e baixo retorno sejam impedidos.

Soma-se a esses fatos, o desejo de setores da sociedade para que a privatização do SUS ocorra, como é o caso dos planos de saúde. Vale ressaltar que o Conselho Nacional de Medicina se posicionou contra a “arbitrariedade” do decreto.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações