A historia do funk e como surgiu no Brasil 

Quando pensamos em Funk logo nos vem à cabeça a versão carioca das músicas dançantes, com letras em sua maioria rasas e batidas repetitivas, que pouco mudam. A associação vai de encontro aos MC’s, que do dia para a noite fazem sucesso com um hit ou outro e logo caem no esquecimento.

Mas apesar da versão carioca começar a estourar em 1980, o ritmo começa sua história algumas décadas antes. Vale ressaltar que o funk possui vários “sub-gêneros”, dentre eles está o ostentação, que surgiu em São Paulo.

Você já se perguntou, como surgiu o funk?

O funk se originou nos EUA, na década de 1950, sendo uma mescla de vários ritmos diferentes, como o Jazz e o Soul. O objetivo era criar um estilo musical mais animado e dançante.

O Funk foi idealizado por Horace Silver e recebeu contribuições de outros músicos, que levaram o ritmo a se transformar ao longo do tempo, até chegar no formato atual. Então, se você gosta de funk, agradeça a ele.

Não demorou muito para o gênero decolar no cenário internacional, com a ajuda de James Brown, um importante intérprete de Soul que adicionou o Swing (um estilo de dança) ao funk.

O funk surgiu como peça fundamental do movimento negro nos EUA, e influenciou outros ritmos, como o Hip-Hop e breakdance.

Dança de Hip-Hop, ritmo influenciado pelo funk.

O Funk chegou ao Brasil pelo talento de Gerson King, que lançou o álbum Brazilian Soul, com clássicos da música brasileira tocados com a batida do funk, algo parecido a um remix nos dias atuais.

Cantor Tim Maia

Outro fator que ajudou o ritmo a se popularizar no país foi a ação de cantores consagrados como Tim Maia, Tony Tornado e outros que juntos fundaram o movimento Black Rio, no qual começaram a cantar musicas do ritmo e adotaram o cabelo black power, algo que se tornou um expoente da cultura afro no Brasil.

Nos anos 80, os bailes ganharam força, com DJs e musicas mais erotizadas, surgiu assim o funk carioca.

Com o início do funk carioca, as músicas que eram remixadas passaram a ser produzidas em português.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações