Homem recusa usar máscara, vandaliza sorveteria e se diz ‘cidadão de bem’

 Homem recusa usar máscara, vandaliza sorveteria e se diz ‘cidadão de bem’

Um homem identificado como Rodrigo Ferronato vandalizou uma sorveteria e ameaçou uma mulher, em Campinas (SP), após se recusar a fazer o uso de máscara dentro estabelecimento. Em vídeo que circula nas redes, é possível vê-lo vandalizando o estabelecimento, tentando dar um tapa na mão da trabalhadora e fazendo ameaças de agressão física.

“Faz alguma coisa comigo para você ver se eu não meto a mão na sua cara. Fala um ‘a’ para você ver o que você vai arrumar. Está achando que é comédia aqui? Você não sabe onde você está não”, vocifera.

Ele ainda chama a proprietária de de “lixo”, “arrombada” e “palhaça”. O homem chuta um objeto localizado ao lado do balcão da sorveteria. E, na sequência, pisa sobre um cone na entrada da loja. Em tom elevado, a mulher grita para que o agressor se retire da sorveteria. Na sequência, ele sai acompanhado de uma outra mulher, que aparentemente observava a situação.

Nas redes sociais, agora desativadas, ele disse que “eu sou um cidadão de bem”. “Parem de falar o que não sabem. Só ouviram um lado da história. Minha vida está virando um inferno, eu tenho família. É uma vida, então, parem! Estou sofrendo muitas ameaças de vida (sic)”, escreveu, sem citar as ameaças que fez contra a dona da sorveteria.

“Não mereço ser agredido desta forma. Estou sofrendo ameaças de morte por causa de uma discussão onde ambas as partes estavam erradas. Eu sou um cidadão de bem, nunca faria mau a alguém. Agora vão querer me crucificar?” (sic), completou. Ele ainda disse que não tem culpa por seu temperamento agressivo.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações