Impedimento de Bolsonaro, assinado por 400 entidades, é entregue à Câmara

 Impedimento de Bolsonaro, assinado por 400 entidades, é entregue à Câmara

O primeiro pedido de impeachment coletivo contra o presidente Jair Bolsonaro foi entregue, nesta quinta-feira (21), à Câmara dos Deputados. A requisição é assinada por partidos de oposição, entidades e movimentos sociais.

Os partidos PT, PSOL, UP, PCB, PCdoB, PCO e PSTU, além de cerca de 400 entidades e movimentos sociais, como a Articulação dos Povos Indígenas e o Movimento dos Trabalhadores sem Teto, assinaram o texto.

Dentre os crimes apontados pelos requintes, estão o crime de responsabilidade e atentado à saúde pública, pela condução errática frente à pandemia de coronavírus.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), usou as redes sociais para se manifestar sobre o pedido de impeachment.

“Demos hoje um passo essencial na construção da frente democrática para derrotar o fascismo bolsonarista. Mais de 500 organizações da sociedade civil e partidos de oposição apresentam juntos novo pedido de impeachment. Esse é o caminho, unidade pelo Brasil”.

Gleisi Hoffman, líder nacional do PT, escreveu que “Bolsonaro tem cometido crimes de responsabilidade e já tinha cometido crimes eleitorais. Entendemos que, com Bolsonaro, é impossível o país enfrentar essa crise e que ele e seu governo não conseguem responder à altura das necessidades da nação brasileira”.

Criado por: Inove Criações