“Louco”: A Venezuela rompe com o chavismo

 “Louco”: A Venezuela rompe com o chavismo
Digiqole ad

A ditadura de Maduro está com os dias contados, após 6 anos no poder, os quais levou a economia da Venezuela a bancarrota, o ditador Maduro enfrenta a fúria de milhões de venezuelanos espalhados pelas cidades do país.

Com as eleições e governo não reconhecidos pelos membros da OEA, seu opositor Juan Guaidó se declarou presidente interino, nesta quarta feira 23/01. Donald Trump foi o primeiro a reconhecer o mandato de Guaidó como legítimo. Confira a declaração de Guaidó:

Na condição de presidente da Assembleia Nacional, ante Deus, a Venezuela, em respeito a meus colegas deputados, juro assumir formalmente as competências do executivo nacional como presidente interino da Venezuela. Para conseguir o fim da usurpação, um governo de transição e ter eleições livres”.

A declaração aconteceu durante protesto dos opositores. Neste momento às ruas de Caracas, capital da Venezuela estão tomadas de gente, clamando por liberdade e acusando Maduro de ser um “louco”, outras cidades também estão articulando manifestações, como é o caso de Mérida e El Paraíso. No Twitter, os protestos na Venezuela estão entre os assuntos mais comentados no mundo. Os assuntos divididos por “hashtags” apontam para grupos menores defendendo a ditadura venezuelana (3 e 7).

Confira a manifestação em vídeos disponibilizados pelo povo venezuelano no Twitter:

[wpvideo BovmKZNc]

Protestos em massa na Venezuela.

[wpvideo 2Tnr46KS]

Guarda Nacional Bolivariana de Maduro atacando manifestantes em El Paraíso.

[wpvideo VDKItkaD]

Juan Guaidó se declara presidente legítimo da Venezuela.

Deixe sua opinião nos comentários.

Fotos e vídeos reproduzidos do Twitter.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações