‘Passei de musa da direita à traidora esquerdopata’, diz Sheherazade

 ‘Passei de musa da direita à traidora esquerdopata’, diz Sheherazade
Digiqole ad

Conhecida por suas críticas políticas, a jornalista Rachel Sheherazade, que já alvo de um pedido de demissão do SBT por parte do empresário bolsonarista Luciano Hang, concedeu entrevista à Época. Ela conta sobre sua saída da emissora e do que pensa sobre a política brasileira.

“A maioria das pessoas tem um pensamento binário. Vêm o mundo, as ideias e as pessoas como a divisão entre um lado e seu oposto, como o bem e o mal. O fato de eu ter criticado o PT não me faz uma apoiadora de Bolsonaro, que, aliás, enquanto deputado, de forma fisiológica, votou inúmeras vezes apoiando os governos Lula e Dilma. Sou uma liberal conservadora. E acima de tudo sou uma jornalista. Não cabe a mim apoiar publicamente nenhum partido ou político”.

Ela foi questionada sobre uma possível alteração na relação com o público por causa de suas críticas ao presidente Jair Bolsonaro.

“De uma parte do público que se identificava com o bolsonarismo, sim. Passei de musa da direita à traidora esquerdopata e outros adjetivos que não valem a pena citar. Eu não os culpo. Muitos foram ludibriados pelo seu político de estimação e suas fake news. E, ainda por cima, como esperar que esse público entenda a real concepção de esquerda, direita, liberalismo, fascismo, comunismo. Falta cultura política no Brasil”.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações