Presidente da Fundação Palmares quer o fim do dia da Consciência Negra

 Presidente da Fundação Palmares quer o fim do dia da Consciência Negra
Digiqole ad

“Claro que tem que acabar o Dia da Consciência Negra, que é uma data da qual a esquerda se apropriou para propagar vitimismo e ressentimento racial”, disse o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Nascimento de Camargo, nesta terça-feira (10).

A declaração foi feita após reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na porta de saída do Palácio do Planalto. Para ele, o dia da Consciência Negra não é uma “data do negro brasileiro. Isso é uma data de minorias empoderadas pela esquerda, que propagam o ódio, ressentimento e a divisão racial”, registra o G1.

Esta não é a primeira vez que Camargo se manifesta contra o movimento negro. Há duas semanas ele afirmou que o racismo não existe.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações