‘Quando acaba saliva tem que ter pólvora’, diz Bolsonaro em indireta a Biden sobre Amazônia

 ‘Quando acaba saliva tem que ter pólvora’, diz Bolsonaro em indireta a Biden sobre Amazônia

Imagem ilustrativa

Digiqole ad

Sem citar nomes, o presidente Jair Bolsonaro mandou uma indireta ao presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, por causa de um posicionamento do democrata sobre a floresta amazônica. A declaração polêmica ocorreu nesta terça-feira (10).

“Tem que tomar cuidado com a tua riqueza, porque tá cheio de malandro de olho nela. E o Brasil é um país riquíssimo. Assistimos a pouco, aí, um grande candidato à chefia de Estado [Biden]… dizer que se eu não apagar o fogo na Amazônia levanta barreiras comerciais contra o Brasil”.

“E como é que nós podemos fazer frente a tudo isso? Apenas na diplomacia não dá. Né Ernesto [Araújo, ministro das Relações Exteriores]? E quando acaba a saliva, tem que ter pólvora”, disparou.

Durante um debate no período da campanha, o democrata sugeriu destinar US$ 20 bilhões para a proteção da floresta amazônica. Biden também falou em retaliar economicamente o país caso Bolsonaro não protegesse efetivamente a floresta.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações