‘Rachadinha’: miliciano homenageado por Flávio Bolsonaro repassou mais de R$ 200 mil a Queiroz

 ‘Rachadinha’: miliciano homenageado por Flávio Bolsonaro repassou mais de R$ 200 mil a Queiroz

O ex-assessor do então deputado Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz recebeu R$ 200 mil do miliciano Adriano de Nóbrega no esquema de desvio de dinheiro público, a “rachadinha”, segundo denúncia do Ministério Público do Rio. O ex-PM foi morto na Bahia, no início do ano.

O miliciano usou duas pizzarias e os cargos de assessores fantasmas de Raimunda Magalhães (mãe) e Danielle Mendonça (esposa) para repassar as verbas para Queiroz.

No entanto, segundo informações da CNN, o valor desviado das verbas da Assembleia Legislativa do RJ pode ser de até R$ 400 mil, porque investigam o destino de R$ 208 mil retirados das contas da mãe e esposa do miliciano.

Outros 17 depósitos que ultrapassam os R$ 91 mil feitos para Queiroz entre 2016 e 2017 são alvos de investigação por parte dos promotores.

Relembre

Em outubro de 2003, Flávio Bolsonaro homenageou o miliciano por seus “inúmeros serviços prestados à sociedade”. Em 2005, Flávio Bolsonaro concedeu ao ex-PM a medalha Tiradentes, maior horária da ALerj.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações