Sérgio Camargo: ‘não tenho nada a ver com a África’

 Sérgio Camargo: ‘não tenho nada a ver com a África’
Digiqole ad

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, conhecido por suas frases e ações contra o movimento negro, foi às redes sociais, neste sábado (20), para afirmar que, por ser brasileiro, “não tenho nada a ver com a África”.

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro, Camargo promove a censura sobre a história de lideranças negras, na Fundação, e classifica o movimento negro como “escória maldita“.

Declaradamente anti-isolamento, Camargo pediu para que a família não “tome a vacina chinesa do Doria“, que está sendo desenvolvida para frear o coronavírus. Ele também já afirmou que a cor de pele negra é um “acidente genético, sem relevância humana“.

Por causa de suas declarações que legitimam discursos racistas, Camargo foi alvo de protestos contra sua permanência na Fundação Palmares. Camargo, inclusive, já se pronunciou pelo fim do dia da Consciência Negra.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações