Telegram bloqueia vários canais da extrema-direita por incitação à violência

 Telegram bloqueia vários canais da extrema-direita por incitação à violência

Foto: Tiago Lopes / leragora.net

Digiqole ad

O Telegram bloqueou diversos canais públicos que faziam, segundo comunicado emitido pela empresa nesta quarta-feira (13), “apelos à violência para milhares de assinantes”. Com 500 milhões de usuários, o Telegram é uma das redes sociais que mais cresce no mundo, ofuscando o domínio do WhatsApp, Facebook e Twitter.

Remi Vaughn, porta-voz da rede social, afirmou à CNN que “nossos moderadores estão analisando números crescentse de relatórios relacionados a postagens públicas com chamadas de violência, que são expressamente proibidas por nossos ‘Termos de Serviço’”.

Após o banimento de Donald Trump das redes sociais, e a queda da Parler, rede social usada pela extrema-direita, há uma tentativa de migração para o Telegram – o presidente Jair Bolsonaro, inclusive, criou uma conta na rede – porém, com essa ação, o Telegram demonstra que não pretende ser um porto seguro para extremistas.

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações