Trump radicaliza e sugere atirar em manifestantes nos EUA

 Trump radicaliza e sugere atirar em manifestantes nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou as redes sociais, na madrugada desta sexta-feira (29), para afirmar que pode usar o exército americano para atirar em pessoas que se manifestam contra a violência policial, em Minneapolis. A cidade entrou em convulsão após George Floyd, homem negro, imobilizado, ser morto por um policial branco.

“Eu não posso ficar para trás e assistir isso acontecer a uma grande cidade americana, Minneapolis. Uma total falta de liderança. Ou o muito fraco prefeito de esquerda radical, Jacob Frey, se recompõe e coloca a cidade sob controle, ou enviarei a Guarda Nacional e farei o trabalho direito”.

Logo depois, o americano publicou uma mensagem que foi marcada como “enaltecimento à violência” pelo Twitter.

“Esses bandidos [manifestantes] estão desonrando a memória de George Floyd, e eu não vou deixar isso acontecer. Acabei de falar com o Governador Tim Walz e disse-lhe que o Exército está com ele o tempo todo. Qualquer dificuldade e assumiremos o controle, mas quando o saque começar, o tiroteio começa. Obrigado”, escreveu Trump.

Vídeos dos protestos

Tiago Lopes

Sou Jornalista, formado no início de 2020. Mantenho o Ler Agora desde dezembro de 2018. Escrevo sobre política. Me siga no Twitter: @tiagolopes_jorn

Outras Notícias

Criado por: Inove Criações